Slings e carregadores: recém-nascidos a 6 meses

Continuando a nossa série sobre ser a louca do sling (leia o primeiro post da série aqui), hoje, vamos falar de opções e indicações de slings e carregadores para para recém-nascidos (RN) e bebês até seis meses (ou até firmarem o pescoço)

Sim, você pode colocar o seu bebê recém-saído da barriga num sling. Aliás, hoje, se outro filho tivesse, ele já sairia da maternidade pendurado em um.

É importante salientar que para bebês até 3 meses recomenda-se a utilização de slings (não de carregadores), preferencialmente os wrap slings, panos maiores, com mais ou menos 5 metros de tecido. Eles permitem amarrações diversas, que deixarão o bebê em posição fisiológica e ergonomicamente confortáveis, sem causar danos à postura.

Há wraps de diferentes tipos, de malha ou tecidos rígidos. Os de malha são ideais para o calor do Brasil, bem maleáveis e fáceis de “domar”.

Já os rígidos são mais, claro, rígidos rs, e pode demorar um tempo até o tecido ficar fácil de amarrar. No entanto, os de tecido não elástico duram mais tempo, e você pode usá-los com bebês de até 10 kg. Ai, minha coluna!

Nós aqui usamos um de malha e outro rígido. Por conta do calor e da maleabilidade do tecido, nos adaptamos melhor ao de trama elástica. Até mesmo o pai do meu filho, um cético na arte de carregar, aderiu ao sling de tal forma, que na hora de vender no desapego, houve certa comoção!

Há ainda variações, como o sling de argolas, que também podem ser usado em RN, dependendo da amarração.

Algumas mochilas ergonômicas (feitas para serem usadas depois do bebê se sentar sozinho) oferecem estruturas chamadas adapt, que dariam suporte para bebês menores. Particularmente, acho esses adaptadores acolchoados calorentos e, apesar de não ter uma experiência pessoal, já ouvi relatos de que o bebê fica um pouco “solto” lá dentro.

COMO APRENDER A AMARRAR slings

Há inúúúúmeras amarrações!

Tenha coragem. Não desista. Você consegue! No início, você vai se enrolar, as amarrações ficarão um pouco tortas. Depois de um tempo, você vai amarrar o sling no escuro, de madrugada, com a criança chorando todos a todos os pulmões abertos. Acredite!

Aqui, as amarrações que utilizávamos (e mais indicadas para recém-nascidos) foram a cruz envolvente (que é mais trabalhosa e normalmente demanda ajuda de outra pessoa) e a pré-amarração, que permite ser feita antes para acoplamento posterior da cria, sem precisar desamarrar. Você tira e põe o

No YouTube há váááários tutoriais e vídeos para aprender a amarrar.

Ah, não se esqueça: bebê somente carregado de frente para você. Colocar o bebê no sling ou carregador olhando o mundo ao redor, não só traz muitos estímulos visuais, o que pode deixar o bebê sobrecarregado, como ergonomicamente não é muito indicado para a postura do bebê. E é desconfortável, quem quer ficar pendurado pelo meio das pernas?

Há outros pontos de atenção sobre postura do bebê. Essas dicas, você aprende vendo os vídeos e treinando as amarrações.

Alguns locais bacanas para comprar slings:

Sirouê

Dona Chica Slingueria

Slingaê

Mamae Me Mima

Baby Grude

Grupo de Facebook que salva: Há um grupo no Facebook no qual é possível aprender tudo sobre baby wearing, o Bem Carregar Bebê-Brasil.

Consultorias em bem carregar e slings: 

A Bebê com Pano, que revende várias marcas de slings, oferece também consultoria para a mãe que quer começar a amarrar. Comprei um sling com eles e gostei muito do atendimento, que foi para além da venda. Então, imagino que a consultoria deva ser especial também.

No próximo post, vou falar de carregadores para bebês após os três meses. Não deixe de ler!

Lei aqui o último post da série sobre slings e carregadores.

Foto da postagem: Eu e meu filhote slingando, quando ele não tinha nem 15 dias.